O recadastramento no Bolsa família é um procedimento essencial para os beneficiários do Programa Social que queiram continuar participando do Programa. O recadastramento é feito periodicamente pelo Ministério do Desenvolvimento Social para garantir que apenas os beneficiários que realmente necessitam do Programa estejam recebendo os recursos, evitando assim o gasto indiscriminado dos recursos da União. Você foi chamado para fazer o recadastramento Bolsa Família? Confira a seguir o que fazer.

Recadastramento Bolsa Família

Recadastramento Bolsa Família – Saiba o que fazer com a averiguação cadastral

Quando é preciso fazer Recadastramento do Bolsa Família

A família será informada quando será necessário realizar o recadastro dos seus dados através de uma carta do Ministério do Desenvolvimento Social, e do extrato emitido no saque do benefício. Veja o exemplo abaixo:

Recadastramento

Nesse caso, o benefício foi bloqueado pelo TSE por haver registros de doações eleitorais que não condizem com a renda familiar informada

Recadastramento

Nesse outro caso, é solicitado o recadastramento no programa, por estar Há mais de 2 anos sem nenhuma atualização cadastral.

Se qualquer desses documentos contiver os seguintes termos, você precisa imediatamente realizar o recadastramento:

  • REVISÃO CADASTRAL, significa que você precisa imediatamente realizar o recadastramento do Bolsa Família.
  • AVERIGUAÇÃO CADASTRAL, será igualmente necessário realizar o recadastramento no benefício. Mesmo que você não seja beneficiário do bolsa família, mas de outro benefício social que igualmente necessite de cadastro no CADÚNICO.

Caso você receba alguma das mensagens indicadas acima, também é necessário fazer recadastramento no sistema para garantir o recebimento continuado dos benefícios.

O recadastramento é feito no órgão responsável pelo cadastro das famílias do seu município – normalmente no CRAS ou CREAS do seu município.

Os documentos necessários para efetuar o recadastro são os mesmos solicitados quando você se cadastrou no programa.

Durante a entrevista com o assistente social, pode ser que ele solicite mais documentos que comprovem a sua situação financeira. Nesse caso, é obrigatória a apresentação desses documentos para garantir o recebimento das próximas parcelas do benefício.

ATENÇÃO: Se você não fizer o recadastramento Bolsa Família ao receber o aviso de REVISÃO do benefício, o seu Bolsa Família será bloqueado. Você não terá direito de receber as suas parcelas até regularizar a situação do seu cadastro. Por isso, não deixe então para realizar o recadastramento na última hora. Afinal, você pode acabar perdendo as parcelas dos meses seguintes.

Onde fazer o recadastramento do meu benefício?

O recadastramento deverá ser realizado em CRAS (Centro de Referência de Assistência Social).

Se você não sabe onde o CRAS mais próximo fica, o Ministério do Desenvolvimento Social disponibiliza uma página para consulta.

Porém, se você estiver acessando pelo celular, a página acima pode ser difícil de navegar. Mas não se preocupe: você também pode baixar de graça o aplicativo Meu Cadúnico. O aplicativo permite a consulta do CRAS mais próximo de acordo com a sua localização no mapa (é preciso conexão com a internet, e GPS ativado).

Aplicativo Meu CadÚnico

Para baixar o aplicativo Meu CadÚnico e consultar o ponto de recadastramento mais próximo, clique no link abaixo:

Página do Meu CadÚnico na Play Store


Averiguação e Revisão Cadastral do Bolsa Família

Todos os anos, o Governo Federal cruza as bases de dados do Bolsa Família e de outros dados do Governo – como da Receita Federal, por exemplo – para saber se não há discrepâncias entre os dados apresentados no cadastro e com a real situação da família. Esse cruzamento de dados ocorre anualmente com todas as famílias que já recebam o benefício há mais de 2 anos, e é conhecido como Averiguação Cadastral.

Se as informações que o Governo cruzar não baterem com o cadastro do Bolsa Família – por exemplo, se a renda familiar tiver aumentado, ou se algum dos membros cadastrados tiver falecido, por exemplo – será então necessário que o beneficiário atualize o cadastro, em um procedimento chamado Revisão Cadastral do Bolsa Família.

Além disso, o recadastramento é obrigatório a cada 2 anos. Mesmo em casos em que não haja nenhuma irregularidade verificada.


Documentos para recadastramento Bolsa Família

Ao comparecer ao órgão responsável pelo recadastramento do Programa no seu município. Lembre-se de levar os seguintes documentos consigo:

  • CPF ou título de eleitor do membro da família no qual o benefício está cadastrado – No caso de quilombolas e indígenas, essa obrigação é dispensada. Mas ainda é necessário levar algum documento de identificação dessa pessoa;
  • Seu cartão do bolsa família (que possui o número do NIS);
  • Comprovante de residência – pode ser uma conta de luz;
  • Para todos os outros membros da família que estão cadastrados, é necessário levar algum documento de Identificação – RG, CPF, Certidão de Nascimento, Certidão de casamento ou a carteira de Trabalho;
  • Comprovante de matrícula das crianças cadastradas;
  • Um número de telefone para que os assistentes sociais possam entrar em contato com você.
Avalie:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...