O Governo Brasileiro possui diversos programas de apoio à famílias carentes. Um desses programas é o famoso Programa Bolsa Família. O benefício consiste na transferência direta de renda que ajuda as famílias que se encontram em situação de pobreza e/ou extrema pobreza. É considerado caso de pobreza quando a renda familiar per capita é inferior ou igual a R$ 177,00 mensais. Muitos cidadãos, porém, não sabem como se cadastrar no Bolsa família. Por isso preparamos esse tutorial completo abaixo.

Como se inscrever no Bolsa Família

Como se inscrever no Bolsa Família

Por isso, decidimos trazer um artigo super completo para esclarecer todas as suas dúvidas sobre como fazer a inscrição para o Bolsa Família.

Fique por aí e confira já a seguir todas essas informações.


Como se cadastrar no bolsa família – Passo a Passo

Passo 1 – Inscrição no CadÚnico

Cadastro Cadúnico

O primeiro passo para obter o benefício é estar, obrigatoriamente, cadastrado no Cadastro Único dos Programas Sociais.

Como se cadastrar no CadÚnico:

  • Reúna os documentos necessários para realizar o cadastro – seus e dos membros do grupo familiar:
    • Certidão de nascimento;
    • Certidão de casamento (se aplicável);
    • Cópias dos CPFs
    • Cópias de documentos de identidade (RG ou CNH);
    • Carteira de trabalho (será usada para comprovação de renda);
    • Título de eleitor;
  • Dirija-se ao CRAS mais próximo para realizar o cadastro – você pode consultar o endereço nesse link;
  • Para realizar o cadastro, você será atendido e entrevistado por assistentes sociais. Eles irão fazer perguntas como “se você possui emprego formal” ou se “faz algum bico”. É importante responder a essas perguntas com sinceridade para evitar possíveis implicações legais do perjúrio.
  • Caso o assistente social solicite algum documento adicional será necessário procurar e entregar para completar seu cadastro.

Passo 2 – Inscrição no Bolsa Família

Cadastro Bolsa Família

Depois de já estar incluído no CadÚnico é só solicitar, ainda no CRAS, o cadastramento no programa Bolsa Família.

Fique atento: O cadastro único é usado para vários programas sociais, não só para o bolsa família. Por isso, certifique-se de, quando se cadastrar no Cadúnico, também solicitar o cadastro no Programa Bolsa Família.

Essa etapa é bem similar à anterior, com entrevista do assistente social. A inclusão no programa BF pode ser feita, inclusive na mesma visita ao CRAS. Porém, para solicitar o cadatro no auxílio, serão exigidos alguns documentos adicionais, como:

  • Para os demais membros da família: qualquer documento de identificação, como por exemplo a carteira de identidade, o CPF, o título de eleitor, a certidão de casamento ou de nascimento e/ou a carteira de trabalho. Por via das dúvidas, nós te aconselhamos a levar todos os documentos pessoais.
  • Documentos que comprovem a renda familiar: no caso os valores devem comprovar que a família vive com renda de até R$ 177,00 mensal e necessita do benefício.
  • Cartão de vacinação, para crianças entre 0 e 7 anos de idade, com as vacinas em dia;
  • Certificado de matrícula escolar: para crianças e jovens entre 6 e 17 anos de idade;
  • Certificado de frequência escolar: para criança entre 0 e 15 anos de idade, comprovando frequência superior a 85%, e para jovens entre 16 e 17 anos de idade, comprovando frequência superior a 15%.

Com todos esses documentos em mão é só pedir ao funcionário para efetuar o cadastro no programa.

Passo 3 – Fase de seleção

Seleção Bolsa FamíliaApós fazer a inscrição, os gestores do MDS vão analisar os documentos, para saber se você tem ou não direito a receber o benefício.

Durante esse período, o beneficiário pode consultar se o benefício foi aprovado – através desse link.

  • Se seu benefício for aprovado: seu cartão poderá ser enviado direito para sua casa, ou para o CRAS, necessitando sua retirada. Após enviado, pode levar até 30 dias para você receber o documento.
  • Se se benefício for negado: Você não receberá o cartão do benefício. Você pode ir ao CRAS e perguntar ao gestor do CADÚNICO qual o motivo da recusa. Se o problema for no cadastro ou na falta de algum documento, você poderá solicitar novamente a sua inclusão.

Passo 4 – Desbloquear seu cartão

Desbloquear Bolas FamíliaDepois de receber o seu cartão, esta na hora de desbloquear o cartão para sacar o benefício. O procedimento, portanto, deve ser feito em uma agência da Caixa Econômica Federal.

Você precisará fazer o cadastro de uma senha para sacar seu benefício. Porém, essa senha não é a mesma senha de sua conta na Caixa (se você tiver), nem sua senha da internet (para conferir saldo de benefícios). Trata-se de uma senha numérica de 6 dígitos. É importante memorizar ou anotar, para poder sacar seu benefício.

Para desbloquear seu benefício, será necessário apresentar os seguintes documentos no atendimento da Caixa:

  • Documento de identidade com foto (RG, CNH ou CTPS);
  • Seu cartão do Bolsa Família.

Ainda ficou com dúvidas? então confira abaixo como funciona o Cadastro Único e como realizar a inscrição no Cadúnico e no programa Bolsa Família:


Qual o valor do Bolsa Família 2018?

O valor pago pelo programa Bolsa Família varia de acordo com a composição do grupo familiar. O valor é diretamente proporcional ao número de dependentes cadastrados. Confira abaixo como é calculado o seu benefício:

Valor do Bolsa Família 2018

Valor do Bolsa Família 2018

Para receber o valor máximo do benefício (R$ 390,00), portanto, é necessário ter a composição do grupo familiar de: 2 Jovens (entre 16 e 17 anos de idade), 5 dependentes (crianças entre 0 a 15 anos de idade ou gestante), e ter renda familiar média inferior a R$ 89,00 ao mês.

Vale lembrar que os valores considerados pelo MDS não são apenas nos valores registrados (na carteira assinada, por exemplo). Os assistentes sociais também levam em consideração caso o beneficiário declare que ganhe dinheiro de forma informar, com bicos, por exemplo. Isso leva muitos candidatos a omitirem essa informação, pois caso perca essa renda, é impossível provar posteriormente que o grupo familiar não possui mais fonte de renda.

Os valores do Bolsa Família 2018 são compostos da seguinte forma:

  • Auxílio Variável – R$ 41,00 por pessoa cadastrada – cada grupo familiar poderá cadastrar até 5 pessoas. É aceito o cadastro de crianças entre 0 e 15 anos de idade, e de gestantes, desde que cumpridos os requisitos do MDS;
  • Auxílio Variável ao Jovem – R$ 48,00 por jovem cadastrado – cada grupo familiar poderá cadastrar até 2 jovens. É aceito o cadastro de jovens entre 16 e 17 anos de idade;
  • Auxílio para superação da Extrema Pobreza – De R$ 0,01 a R$ 89,00 por grupo familiar – Grupos familiares cuja renda seja inferior a R$ 89,00 mensais poderão solicitar o auxílio adicional, que pode chegar a R$ 89,00.

Quem tem Direito ao Bolsa Família?

Para receber o Bolsa Família 2018, a família cadastrada precisa se enquadrar nos seguintes requisitos exigidos pelo Ministério do Desenvolvimento Social:

Quem tem direito ao Bolsa Família 2018

Quem tem direito

  1. Necessário primeiramente se cadastrar no CadÚnico da sua cidade;
  2. É necessário ter renda familiar média e até R$ 177,00 por pessoa para poder receber o beneficio;
  3. Caso haja crianças de 0 a 7 anos de idade cadastradas, será necessário manter em dia a carteirinha de vacinação;
  4. Caso haja gestantes, manter em dia o acompanhamento do pré-natal pelo SUS;
  5. Mulheres entre 14 e 44 anos precisa faze o acompanhamento de saúde pelo SUS;
  6.  Manter a frequência escolar superior a 85% para crianças entre 6 e 15 anos de idade e superior a 75% para jovens entre 16 e 17 anos de idade.

Como é feita a seleção para inscrição bolsa família

Claro que não são todos os inscritos que recebem o benefício, é feita uma seleção prévia.

Essa seleção das famílias que irão receber o benefício é feita pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) que seleciona, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas no programa. A preferência é única e exclusivamente feita para as famílias com menor renda apresentada.


O Cartão Bolsa Família

Muitas pessoas têm dúvidas de como irão receber o tal benefício.

Cartão Bolsa Família

o Cartão

O pagamento das parcelas é feito através de um cartão, o cartão Bolsa Família, que é emitido automaticamente, a partir do ingresso da família no programa.

Esse cartão é, normalmente, enviado por correio ou então retirado pessoalmente nas agências da CAIXA. Após o recebimento do cartão o beneficiário deve se dirigir ao banco ou a uma lotérica e fazer o cadastramento de uma senha para conseguir sacar o montante do programa todos os meses.


Extrato Bolsa Família – Como consultar

A forma mais simples de consultar o extrato do seu benefício é através do Aplicativo Bolsa Família. Basta baixar o aplicativo no seu celular gratuitamente pela loja de aplicativos do celular. Ao acessar o aplicativo, informe o Número do NIS do seu benefício – o número impresso no cartão do Bolsa Família.


Como sacar o Bolsa Família

Para sacar o Bolsa Família, é necessário se dirigir a um dos seguintes postos de atendimento e solicitar o saque do benefício:

  • Agências da Caixa Econômica Federal;
  • Postos de atendimento Caixa Aqui;
  • Casas lotéricas;
  • Terminais de auto-atendimento da Caixa Econômica Federal.

Para sacar o seu benefício, basta ter em mãos o seu cartão do bolsa família. o cartão precisa já ter sido desbloqueado em uma agência da Caixa Econômica Federal.

Avalie:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (58 votes, average: 4,41 out of 5)
Loading...