Bolsa Família 2018 – Calendário, Saldo, Valor e muito mais!



O Bolsa Família é um programa social, criado pelo Governo Federal para superação da pobreza e inclusão econômica e social das camadas mais pobres da sociedade brasileira. Basicamente o Programa Bolsa Família 2018 é um benefício social de distribuição de renda, que visa diminuir as distâncias entre a classe média e as camadas mais pobres da sociedade. O programa é aclamado mundialmente pelo seu sucesso em proporcionar a inclusão e superação da extrema pobreza no país.

Bolsa Família 2018

Bolsa Família 2018 – Calendário Bolsa Família, Valor do Bolsa Família, quem tem direito, como se cadastrar

O beneficiário do programa precisa se recadastrar no mínimo a cada dois anos, e respeitar o prazo de saques do benefício estipulado pelo calendário Bolsa família 2018, disponibilizado pela CEF.

Calendário Bolsa Família 2018

Anualmente, a Caixa Econômica Federal divulga, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social, a tabela de pagamentos do Bolsa Família. Através da tabela, os beneficiários do Bolsa Família podem consulta as datas de pagamento de seu benefício. Para saber a sua data, é necessário ter em mãos o seu cartão do Bolsa Família. A data de pagamento do bols aFamília 2018 corresponde na tabela ao último dígito do número do cartão do Bolsa Família.

Confira abaixo o Calendário Bolsa Família 2018:

Calendário Bolsa Família 2018

Calendário Bolsa Família 2018 – Tabela de pagamentos

Cadastramento bolsa família 2018

Para quem deseja se cadastrar no programa Bolsa família em 2018, basta procurar a secretaria de assistência social da sua cidade. Leve os seus documentos pessoais e dos membros do seu grupo familiar, junto com comprovante de residência e procure o cadastramento no programa. Podem ser, entretanto, solicitados outros documentos para o cadastramento no programa

Todos os anos, ocorre durante um breve período o recadastramento do programa Bolsa Família, para que o governo se certifique que as famílias ainda necessitem do benefício. Em 2018, esse período vai até o dia 16 de janeiro, e o beneficiário deve levar os seus documentos pessoais e dos outros integrantes do seu grupo familiar. Caso o beneficiário não faça o recadastramento, o benefício pode ser cancelado, já a partir do mês de Fevereiro. O recadastramento precisa ser feito a cada 2 anos pela família, ou quando houver nascimento de um filho, alguma das crianças mude de escola, ou se a família se mudar.

Cartão Bolsa Família

Ao ser aceito no programa, a família recebe um cartão para sacar o valor do benefício todos os meses

Atualização: Já foi lançado o calendário do bolsa família 2017. Confira quais as mudanças anunciadas para o programa nesse ano.

Documentos necessários para o cadastramento:

  • RG ou documento de identidade válido com foto;
  • CPF.

Com esses documentos em posse, a família pode se inscrever no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal, para que sua situação seja avaliada. O cadastramento não implica em ganho imediato do benefício: as autoridades farão uma investigação sobre a sua família para ver se ela realmente se encaixa nos padrões ditados pelo governo federal.

Após cadastrada, se aprovada, a família recebe em casa um cartão do bolsa família, com o número do NIS impresso, que deverá ser utilizado para realizar os saques do Bolsa Família.

Quem tem direito ao Bolsa Família 2018

As famílias alvo do programa são aquelas que vivem na chamada “situação de pobreza” ou de “extrema pobreza”, isso é, aquelas em que a renda mensal por pessoa não passe de R$170,00 e R$85,00 respectivamente, e que possuam no grupo familiar gestantes, crianças em fase de amamentação, em período escolar ou adolescentes até os 17 anos de idade.

Valor Bolsa Família 2018

O benefício do Bolsa família é pago em quatro modalidades distintas, de acordo com a situação familiar, isto é, a renda da família, o número de integrantes do grupo familiar, entre outros. As modalidades do bolsa família em 2018 influenciam o valor pago do benefício, e são elas:

  • O Benefício básico, pago as pessoas mais pobres, em que a renda familiar não passe de R$85,00 por pessoa ao mês, independentemente do número ou da idade dos membros da família. O benefício básico é de R$85,00 ao mês;
  • O Auxílio variável é pago por cada membro da família com idade entre 0 a 15 anos. Esse benefício é de R$39,00 por criança, sendo possível cadastrar no máximo 5 crianças no auxílio variável;
  • O auxílio variável jovem é pago a jovens com idade entre 16 e 17 anos, sendo possível cadastrar até 2 jovens no grupo familiar, no valor de R$ 45,00 por cada jovem cadastrado. É possível que a família beneficiada acumule os benefícios básico, variável e variável jovem;
  • O quarto benefício é o de superação da extrema pobreza, pago a famílias em que a renda familiar não ultrapasse os R$85,00 por pessoa ao mês. O cálculo desse benefício varia de acordo com a renda e a situação familiar. É possível acumular os quatro benefícios.




Avalie:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *